Posted on 18:11 3 comments

Carter ReedEmma decidiu pular a academia e foi para casa mais cedo. Foi a última decisão fácil que fez porque encontrou sua companheira de quarto sendo estuprada pelo namorado. Ela tinha duas escolhas. Chamar a polícia e ser morta pelas conexões mafiosas da sua família ou matá-lo primeiro e esperar sobreviver. Não havia escolha para ela. Ela matou o filho da puta primeiro e foi para a única pessoa que poderia protegê-la. Carter Reed. Ele é uma arma para a família da máfia rival, mas ele também é o segredo de Emma. Não só era o melhor amigo de seu irmão, mas ela é a razão pela qual ele se tornou a arma em primeiro lugar.

Emma é órfã, os pais morreram quando tinha 7 anos, depois disso seu irmão, AJ, cuidava dela. E então ele foi assassinado pela máfia. Ela cresceu em lares adotivos, mas fez sua vida através disso. Foi uma vida dura e isso a tornou uma pessoa mais forte. Carter é... Lindo... Letal... acho que isso o descreve muito bem, ele é um assassino e isso me deixou fascinada porque não temos personagens principais assim. Ele não mostra seus sentimentos à toa. A história começa com Emma chegando em casa, após pular a academia. Ao entrar em casa ela encontra sua companheira de quarto sendo estuprada por seu próprio namorado. Congelada com a situação, ela pensa nas possíveis decisões: 1. Chamar a polícia e ser morta pelas conexões mafiosas da sua família, ou 2. matá-lo primeiro e esperar sobreviver. Como a morte aparecia em ambas hipóteses ela decide pela 02, já que o cara não merecia viver, pelo que estava fazendo, ele estava quebrando sua melhor amiga. E então ela atira no namorado da Mallory.
Eu escolhi esse livro pela capa... que capa é essa!? Então li a sinopse e gostei... sair um pouco da mesmice e mergulhar no mundo sanguinário e sombrio dos mafiosos. É o primeiro livro da autora que leio, mas ela é muito bem cotada pelos leitores. Eu gostei do livro, mas é apenas um OK. Gostei do enredo ser com mafiosos, do ambiente sombrio, do jogo de poder, e da ação. Mas, para mim, algo estava faltando. Eu não conectei com os personagens (como casal), senti que não havia profundidade. Muito repetitivo, Emma era para ser das típicas mocinhas de NA. Se ela tem “Bolas” para matar um cara a sangue frio, se espera que ela tenha personalidade suficiente para tomar todo o resto que a vida tem a oferecer, mas na verdade ela é imatura, chorosa e muuuuito chata. Carter, no entanto, é muito interessante. Ele ama a Emma, e demostra isso para ela, mas ele não a trata no pão de ló não! Ele força a personalidade dela diversas vezes. 
Em geral eu amei a temática, tinha tudo para ser um dos meus livros favoritos, se a autora tivesse trabalhado bem a personalidade de seus personagens. Eu estou cansada de mocinhas que veem o cara e já caem de amor, parece que elas não tem um cérebro. Nåo é um livro super ruim, eu diria q ele é mais ou menos. Eu queria que tivesse sido um WOW, aquele livro que te prende do começo ao fim já que a estória tinha uma tonelada de potencial pra ser muito boa.







3 comentários:

  1. Ah, ah, sei como é esse tipo de menina em livros. Nora do Hush, Hush que o diga. Mas mesmo assim, até gostei da história. Irei colocar no meu carrinho, espero que quando eu ler eu não me arrependa. Ótima resenha!

    The Lord of Thrones

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ei Karla!! Eu ainda não li Hush Hush, mas pretendo ler! Essas mocinhas tem hora que são irritantes kkkk Lê sim, depois você me diz o que achou!!

      Beijos

      Excluir
  2. Onde eu posso encontrar o pdf em português??

    ResponderExcluir