Posted on 14:16 No comments
De acordo com o doutor Drauzio Varella o autismo é um transtorno global do desenvolvimento marcado por três características fundamentais:

* Inabilidade para interagir socialmente;

* Dificuldade no domínio da linguagem para comunicar-se ou lidar com jogos simbólicos;

* Padrão de comportamento restritivo e repetitivo.

O grau de comprometimento é de intensidade variável: vai desde quadros mais leves, como a síndrome de Asperger (na qual não há comprometimento da fala e da inteligência), até formas graves em que o paciente se mostra incapaz de manter qualquer tipo de contato interpessoal e é portador de comportamento agressivo. A ONU criou o Dia Mundial de Conscientização do Autismo, dia 2 de abril,  para conscientizar as pessoas sobre o assunto, já que muitas pessoas não conhecem a fundo o comportamento do autista. Pensando nisso hoje eu trouxe uma lista de livros com personagens autistas, para que a gente possa entender um pouco mais sobre o assunto.



Passarinha – Kathryn Erskine
No mundo de Caitlin tudo é preto ou branco. As coisas são boas ou más. Qualquer coisa no meio do caminho é confuso. Essa é a máxima que o irmão mais velho de Caitlin sempre repetiu. Mas agora Devon está morto e o pai não está ajudando em nada. Caitlin quer acabar com isso, mas como uma menina de onze anos de idade, com síndrome de Asperger ela não sabe como. Quando ela lê a definição de encerramento ela percebe que é o que ela precisa. Em sua busca por ele, Caitlin descobre que nem tudo é preto ou branco, o mundo está cheio de cores, confuso e bonito.






Memórias de Um Amigo Imaginário – Matthew Dicks
Enquanto Max acreditar em mim, eu existo. Posso precisar da imaginação do Max para existir, mas tenho os meus pensamentos, as minhas ideias e a minha vida, tudo isso separado dele. Max não gosta de gente da mesma forma que as outras crianças gostam. Ele gosta das pessoas, mas bem de longe. Quanto mais afastado alguém ficar de Max, mais ele vai gostar dessa pessoa.








O Estranho Caso do Cachorro Morto – Mark Haddon
Christopher John Francis Boone sabe de cor todos os países do mundo e suas capitais, assim como os números primos até 7.507. Gosta de animais mas não entende nada de relações humanas. Adora listas, padrões e verdades absolutas. Odeia amarelo e marrom e, acima de tudo, odeia ser tocado por alguém. Christopher Boone tem 15 anos e sofre de síndrome de Asperger, uma forma de autismo. Um dia, christopher encontra Wellington, o cachorro da vizinha morto no jardim. É acusado de assassinato e preso. Depois de uma noite na cadeia, decide descobrir quem matou o animal, e, inspirado no seu personagem fictício favorito, o impecavelmente lógico Sherlock Holmes, escreve um livro, relatando suas investigações. O resultado é “O Estranho Caso do Cachorro Morto” é o livro de estréia do inglês Mark Haddon.




Nascido Em Um Dia Azul – Daniel Tammet
Esse livro de memórias, que revela a maneira de pensar de um autista fenomenal, conquistou o 2º lugar na lista de mais vendidos do The New York Times. Daniel Tammet é considerado por cientistas uma das chaves para compreender o funcionamento da mente. Gênio da matemática, campeão de xadrez e recordista na aprendizagem de idiomas, esse inglês de 27 anos é capaz de aprender línguas estrangeiras em uma semana, ou de memorizar e recitar 22.514 casas decimais do número pi diante de uma platéia de acadêmicos, em Oxford.






Sinto-me só – Karl Taro Greenfeld
Sinto-me só é um tocante livro de memórias. Em suas páginas, a história de um menino, hoje o reconhecido jornalista Karl Taro Greenfeld, ao lado de seu irmão autista é delicadamente exposta pela primeira vez. Greenfeld fala, com honestidade, sobre como foi crescer à sombra de seu irmão autista, revelando a complexa mistura de raiva, confusão e amor que definiu sua infância. A relação entre os dois é uma verdadeira lição sobre o que significa ser uma família, um irmão, uma pessoa. A franqueza de Sinto-me só é arrebatadora e não deixará ninguém indiferente. Um exemplo de humanidade.





Isoladas num mundo particular de difícil acesso, com hábitos restritos, ritualizados e repetitivos, as crianças que desenvolvem autismo são corriqueiramente vistas como estranhas e alheias a tudo e a todos. O que poucos sabem é que estes indivíduos são dotados de talentos e habilidades singulares. Diante do diagnóstico de autismo, o mais importante para os pais, professores e profissionais de saúde é criar mecanismos para ensinar a essas pessoas os prazeres contidos nos momentos de convivência com a criança, buscando amenizar para elas o caráter invasivo e intimidador que o contato social adquire.



Autismo
Ao mergulhar no universo do autor, vivenciamos sua história e aprendemos que em uma família na qual o autismo está presente as expectativas são diferentes, os acontecimentos têm significados distintos e há até mesmo um tipo de felicidade diferente. Cada nova conquista é uma grande vitória. Um gesto novo, o uso de uma nova palavra, uma nova demonstração de carinho... Beste-seller mundial, este livro nos ensina como apreciar e respeitar um mundo que é visto por outros olhos, mas que é igualmente capaz, inteligente e sonhador.






Pesquisando livros com o tema do Autismo eu descobri uma imensidão de obras dedicadas a esse assunto e lendo resenhas sobre eles, descobri emocionantes histórias sobre famílias que tem algum membro autista e como suas vidas são. Eu ainda não li nenhum dos livros indicados nesse post, mas pretendo lê-los em breve, é uma ótima forma de entender e se conscientizar sobre o assunto.







Categories: , ,

0 comentários:

Postar um comentário