Posted on 17:42 2 comments
O Monte Olimpo está em perigo. Cronos, o perverso titã que foi destronado e feito em pedaços pelos doze deuses olimpianos, prepara um retorno triunfal. O primeiro passo de suas tropas será atacar e destruir o campo de treinamento dos heróis, filhos de deuses com mortais, que desde a Grécia Antiga combatem na linha de frente em defesa dos olimpianos. Para assegurar que esse refúgio de semideuses - o Acampamento Meio-Sangue - não seja invadido, Percy Jackson e um jovem ciclope, ambos filhos de Poseidon, Annabeth Chase, filha de Atena, e Grover, um sátiro, são destacados para uma importante missão - deter as forças de Cronos antes que se aproximem do acampamento. Para isso, será preciso sobreviver ao emaranhado de corredores do temido Labirinto de Dédalo - um interminável universo subterrâneo que, a cada curva, revela as mais aterrorizantes surpresas.
A batalha do Labirinto começa com a visita de Percy à escola que ele irá estudar após o verão, a Goode. Como o objetivo era apenas conhecer a instituição, Percy acha que ao menos dessa vez ele não terá problemas ao entrar em uma escola. Mas estava redondamente enganado, logo ele é abordado por duas líderes de torcida muito esquisitas, nada comum. Nos momentos que se sucedem, ele acaba dentro de uma sala com Rachel Elizabeth Dare (se conhecem em A Maldição do Titã), as “líderes de torcida” os encontram e inicia-se uma “batalha”. No fim das contas eles conseguem fugir, e mais uma escola sofre um incêndio. Percy encontra Anabeth e juntos seguem para o acampamento. Ao chegar, nosso jovem herói percebe que o clima no acampamento não está como de costume, ele descobre que o perverso e temido titã Cronos está muito próximo de ressurgir. E seu primeiro alvo será o Acampamento Meio-Sangue.
Em A Batalha do Labirinto nosso herói formas de impedir que Cronos possa se rebelar novamente, mas também busca entender o motivo que levou Luke para o lado malvado, o porquê de Annabeth ainda estar apaixonada por esse traidor, tenta trazer Nico para seu lado e fazê-lo entender que sua irmã se sacrificou por uma causa nobre, e tenta trazer pra sí a responsabilidade da profecia apocalíptica.
A batalha do labirinto se revelou bem mais tenso que os livros anteriores da série, muita coisa acontece; novos personagens são inseridos; as batalhas são mais intensas. Percebi também que Percy está mais maduro, apesar de seus quase 15 “aninhos” de vida. Mas, sem dúvidas, quem mais se destacou nesse livro foi Nico Di Angelo, filho de Hades. Um personagem misterioso e um pouco mais complexo que os demais. Sobre a narrativa de Rick, acho que não preciso nem dizer, mais uma vez excelente.
E agora só resta um ultimo capítulo dessa saga, uma ultima chance de se entender o destino e agir sobre ele. É preciso mais que o Fio de Ariadne, para se guiar neste imenso jogo de destinos, pois só aqueles que realmente enxergarem as suas escolhas com o coração, terão algo com que se agarrar quando o fim começar.
Entre desejo por respostas, lutas frenéticas, lugares exóticos, amores incompreendidos, fantasmas e monstros, A Batalha do Labirinto abre as portas para o fim de uma saga que tem tudo para se tornar inesquecível!






2 comentários:

  1. Eu gostei bastant de "Mar de monstros", mas até hoje o meu favorito da série é "A batalha do labirinto". Bom, por enquanto, já que não li ainda "O último olimpiano".
    Fico com dó de terminar a série ):

    Beijos, Bianca.

    lendocomabianca.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Bianca! Eu terminei O Último Olimpiano ontem e AMEI!! Ele com certeza é o meu preferido, fecho essa serie com chave de ouro! Agora pretendo ler os outros do Rick!

      Beijos!!

      Excluir